Cinema | 08 de setembro, 2016

Review do Bar – Star Trek: Sem Fronteiras

Star Trek: Sem Fronteiras estreia no Brasil com quase dois meses de atraso em relação ao lançamento nos EUA; a terceira peça da franquia ousa estar onde nunca esteve: nos filmes de ação.

A direção de Justin Lin remete muito a seus outros trabalhos (sim, tem um quê de Dominic Toretto nesse filme) e o roteiro de Simon Pegg e Doug Jung não economiza nos diálogos levemente forçados e piadas muito bem colocadas (obrigado, Simon) dando um tom diferente para a nova instalação da franquia nos cinemas.
Vemos um James Kirk cansado, confuso, acompanhado de uma tripulação que demonstra quase o tempo todo sentir-se igual ao capitão. As relações estão desgastadas. Mas o desgaste da tripulação da U.S.S. Enterprise tem efeito contrário no enredo, dando novos ares para uma história ao mesmo tão simples e tão detalhada que muitas vezes força o espectador a pensar e tentar desvendar o restante do enredo.
O antagonista dessa aventura é o misterioso Krall, vivido pelo ótimo Idris Elba (Thor; Luther). A motivação do vilão parece confusa até a metade do longa, e é só na segunda parte que entendemos toda sua motivação e vemos como a ligação entre o vilão e  Kirk é forte.
[destaque]
Star Trek: Sem Fronteiras peca por não nos entregar um enredo melhor desenvolvido, porém consegue compensar com atuações naturais de quase todos (Karl Urban, estou olhando para você) e a introdução de mais raças e personagens interessantes, como é o caso de Jaylah, vivida por Sofia Boutella (Kingsman). 
 
O longa também faz tributo a Leonard Nimoy, o eterno Spock, falecido no ano passado. O personagem de Nimoy tem grande efeito no Comandante Spock (Zachary Quinto), sendo fundamental para o desenvolvimento do personagem no filme.
Outro ponto fortíssimo que podemos ver é a protagonização dada a Uhura (a maravilhosa e talentosíssima Zoe Saldana). É dela uma das melhores cenas de todo o filme, mostrando a todos que a tenente e oficial de comunicações é muito mais do que um rostinho bonito e uma mente brilhante, é também uma incrível guerreira.
Star Trek: Sem Fronteiras é uma ótima terceira parte e também um ótimo início para uma nova fase da franquia!

 

Star Trek: Sem Fronteiras estreou essa quinta-feira (dia 1º) aqui no Brasil. Garanta seu ingresso!
Nota: 4 (e uma espuminha) de 5 Chopps
Felipe Riera
Publicitário / Reclamão

Sobre o Autor

Super-herói aposentado que aceita freelas como publicitário, fala demais, pensa demais, bebe demais e dorme de menos.

Veja Também

logo-branca

Copyright 2018 © All Rights Reserved
Desenvolvido por Digital Pixie