Cinema / Quadrinhos | 12 de novembro, 2018

Falece Stan Lee aos 95 anos

O lendário roteirista e editor Stan Lee morreu. Ele tinha 95 anos. Lee, a figura mais célebre dos quadrinhos americanos, começou sua carreira nos anos 40 e é creditado como um um dos pilares da revolução no modo como histórias de super-heróis são contadas, co-criando (quase em sua maioria com Jack Kirby), o Universo da Marvel nos anos 60. Stan Lee participou da criação do Homem-Aranha, Vingadores, X-Men e centenas de outros personagens para a Marvel e outras editoras durante o curso de sua carreira. Como a face da Marvel por décadas, Stan Lee cultivou a imagem de padrinho dos quadrinhos, e acabou se tornando o embaixador da ponte entre quadrinhos e o mundo externo. Em uma época em que a crítica não levava os quadrinhos como uma forma de arte séria, Stan Lee foi um dos primeiros quadrinistas a palestrar em universidades.

Como resultado de seu pedigree Marvel, Stan Lee era também um dos produtores de alguns dos filmes de maior sucesso de todos os tempos, tendo título de produtor executivo em filmes da Marvel Studios, Fox e Sony. Existe, nesse cenário, uma certa simetria, uma vez que foi ele quem insistiu em procurar oportunidades para filmes e TV para a Marvel. Ao longo de décadas dessas produções, Stan Lee se tornou o rei dos cameos, aparecendo em dezenas de projetos para a TV e cinema da Marvel.

Stan Lee recebeu sua indicação ao Will Eisner Award Hall of Fame em 1994 e no Jack Kirby Hall of Fame em 1995, recebeu também a National Medal of Arts em 2008.

Nascido Stanley Lieber em 28 de dezembro de 1922, Lee cresceu assistindo filmes de Errol Flynn e sonhava em um dia escrever o “Grande Romance Americano”. Entrou para a, então recente, Timely Comics em 1939 – uma parceria que iria moldar o que conhecemos como cultura pop, uma vez que Timely se tornaria Marvel Comics.

Stan Lee começou sua carreira sendo contratado por Joe Simon, que colaborara com Jack Kirby na criação do Capitão América. Com Kirby, Stan Lee escreveria o futuro (e os novos rumos) do Capitão anos depois. Porém, no começo, Stan apenas esvaziava os cinzeiros e enchia os tanques de tinta de Simon e Kirby.

Após alguns anos como subalterno, Stan Lee se formou como roteirista, incluindo uma história escrita do Capitão América em 1941. Naquele mesmo ano – com apenas 19 anos – Lee assumiu a editoria da Timely.

Em 1942, foi designado para o Signal Corps e viajou pelo país durante a Segunda Guerra. De início, trabalhou com infraestrutura, e quando descobriram que o jovem era escritor, foi designado como roteirista para manuais e filmes de treinamento para o Exército.  Quando Stan Lee retornou à Timely em 1945, seu emprego estava esperando por ele. A editora havia focado em comédia durante a Guerra, mas a volta de Stan Lee significaria uma diversidade de gêneros, com romances, westerns, terror e mais.

O quadrinista, sempre insatisfeito, foi audacioso e reinventou o gênero de super-heróis, criando o “Jeito Marvel” que conhecemos, e o resultado é uma série de sucessos que revolucionaram a companhia. O Quarteto Fantástico em 1961, seguido de Hulk, Thor, Homem de Ferro, X-Men, Homem-Aranha e Demolidor.

Outra criação de Stan Lee é a ideia de um universo coeso – que os eventos de um quadrinho teriam impacto em eventos de outro quadrinhos, uma vez que todos aqueles personagens existiam em um mesmo universo.

A Marvel mudou o modo de contar histórias com artistas como Jack Kirby e Steve Ditko, mudando o padrão de painéis em quadrinhos. E no centro de tudo isso, estava Stan Lee. Ao longo dos anos, ele ajudou a moldar o que conhecemos como cultura pop, e fundou sua própria editora, a POW!

Stan Lee deixa a filha, JC. Sua esposa, Joan, faleceu em 2017.

De todos nós do Nerdpub e, honestamente, de todos nós fãs da cultura pop,

Descanse em Paz, mestre.

Felipe Riera
Publicitário / Reclamão

Sobre o Autor

Super-herói aposentado que aceita freelas como publicitário, fala demais, pensa demais, bebe demais e dorme de menos.

Veja Também

logo-branca

Copyright 2018 © All Rights Reserved
Desenvolvido por Digital Pixie